ODS e boas práticas de ESG
05/04/2021

Cada vez mais as empresas estão sendo avaliadas não apenas pela qualidade de seus produtos ou serviços, mas também pela forma como estes são realizados e a maneira como as empresas se relacionam com a sociedade. A pauta do Desenvolvimento Sustentável, colocada pela ONU (Organização das Nações Unidas) por meio dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, os ODS, que compõem a Agenda 2030, mais do que elencar valores da sociedade, direciona importantes mudanças de comportamento e também das formas de produção. O ESG, sigla em inglês para Environmental, Social and Governance (Ambiental, Social e Governança) indica três dimensões a partir das quais uma empresa pode ser avaliada nesse contexto. 

O alinhamento com os ODS e uma boa avaliação de ESG podem ser diferenciais determinantes de uma empresa na hora da escolha realizada por um investidor, definição de contratação de um eventual fornecedor, entre outros benefícios. O ESG aponta o nível de comprometimento de uma empresa com o desenvolvimento sustentável, atuando diretamente para promovê-lo. O primeiro critério, Ambiental (E), avalia as empresas frente a uma atuação responsável em relação ao meio ambiente, como o correto descarte de resíduos, pegada de carbono e o combate às mudanças climáticas. Já o segundo, Social (S), diz respeito ao relacionamento da empresa com as pessoas, sejam elas seus funcionários, como políticas de inclusão, diversidade e segurança no trabalho; proteção de seus clientes, como proteção de dados e satisfação; ou relacionamento com a comunidade como um todo. E, por fim, a Governança (G) estabelece critérios administrativos, quanto à composição do Conselho da empresa, políticas de transparência, canal de denúncias, relações com entes governamentais, entre outros.

            Dentro dos indicadores sociais de uma empresa, um importante fator é o impacto social para o qual ela contribui. Esse impacto vai desde suas ações voltadas à comunidade, até a própria contratação de funcionários, estabelecendo critérios de diversidade e inclusão socioeconômica, entre outros. No atual momento de crise sanitária e econômica pelo qual passa o país, a política de contratação torna-se especialmente importante. 

O ano de 2020, fechou com uma das maiores taxas históricas de desemprego, de 12,4% (PNAD Contínua). Entre os jovens, esse número foi ainda mais alto, chegando a 29,3% na população entre 18 e 24 anos. Essa faixa etária costuma ser a de inserção do jovem no mercado de trabalho, momento em que este conseguirá o seu primeiro emprego. Essa etapa é muito importante na trajetória da vida profissional, pois o acesso qualificado ao mercado de trabalho estimula a continuidade do desenvolvimento do jovem, bem como sua carreira.

Outra forma de contribuir para gerar impacto social é por meio do Investimento Social Corporativo, nome dado ao Investimento Social Privado (ISP) realizado por empresas. O Investimento Social Corporativo no Brasil já atingiu um patamar de 3,55 bilhões em 2014, mas vem caindo nos últimos anos, fechando 2018, ano do último censo divulgado pelo BISC (Benchmarking do Investimento Social Corporativo) em R$2,1 bilhões, uma queda de quase 60% em quatro anos. 

Um dos parceiros do Instituto Reciclar, a Roche, empresa de produtos farmacêuticos, destaca a importância dessa forma de investimento, especialmente no momento da pandemia: "atuar na empregabilidade de jovens em situação de vulnerabilidade para que possam ter uma primeira experiência profissional mais robusta e em áreas de sua escolha, é algo essencial para o momento que vive o País", afirma Denise Horato, diretora de RH da Roche Farma. "Para a Roche, o compromisso com a sociedade vai muito além da saúde. Estabelecer parcerias de valor, como esta com o Instituto Reciclar, gera oportunidades transformadoras e de alto impacto. É parte de nossa responsabilidade corporativa atuar pela igualdade e inclusão social, utilizando as ferramentas que temos disponíveis para amenizar os impactos causados pela pandemia." complementa Sarah Chaia, diretora Jurídica, Compliance e Healthcare Compliance, Responsabilidade Social e Sustentabilidade, Health Policies e Parcerias Sustentáveis da Roche Farma.

A Roche contribui com ISP para a formação de profissionais da área da saúde, custeando o curso técnico de jovens do Reciclar que se interessam pelo setor. Além disso, a empresa realizou a doação de 60 Ipads ao Instituto, contribuindo para o acesso dos jovens à internet e facilitando o ensino à distância.

            A inclusão produtiva é o foco da atuação do Instituto Reciclar que, por meio do seu Programa, contribui diretamente para a formação técnica e socioemocional de jovens em vulnerabilidade social. Em 2020, 96% dos jovens egressos do Programa conseguiram acessar o mercado de trabalho, contribuindo com um incremento de 51% em sua renda familiar, números esses que fazem parte do impacto social causado pela organização, parceiros e apoiadores.

"O investimento na formação de jovens e a inserção no mercado de trabalho ajuda não só a resolver o problema do desemprego, como contribui para aumentar a diversidade e a inclusão dentro das empresas, que são boas práticas de ESG. O mercado valoriza porque uma equipe diversa atua melhor, pensa diferente, surgem novas ideias", afirma Carlos Henrique Lima, diretor executivo do Instituto Reciclar.

Atualmente, 62% dos jovens atendidos pelo Instituto Reciclar são do gênero feminino e 57% pretos e pardos. Dessa forma, por meio da qualificação profissional, o Instituto busca contribuir com o atingimento dos ODS 1 - Erradicação da Pobreza; 4 - Educação de Qualidade; 5 - Igualdade de Gênero; 8 - Trabalho Decente e Crescimento Econômico; 10 - Redução das Desigualdades.

Esse impacto social só é possível por meio da participação de doadores e empresas socialmente responsáveis. Para contribuir, seja por meio do investimento social privado, ações de voluntariado ou contratação de jovens, entre em contato conosco por meio do e-mail colabore@reciclar.org.bre compartilhe do propósito do Instituto Reciclar: desenvolver potenciais e inspirar transformações sociais. Como pessoa física também é possível contribuir com as atividades do Instituto, seja atuando como voluntário ou investindo na formação de um jovem diretamente no nosso site.

CONTATO
Av. Presidente Altino, 973 - Jaguaré
FIQUE POR DENTRO
Cadastre-se receber notícias e informações sobre a gente!